Avançar para o conteúdo principal

"Road" mais um sucesso no caminho do Contrasenso!


O grupo de Teatro Contrasenso, está prestes a estrear a sua próxima peça, ou melhor o seu próximo musical "Road".
A sínopse que passo a transcrever está disponivel num dos seus cantinhos e conta então:

"E se um dia subisses ao topo de uma montanha e lançasses ao vento uma carta, esperando que esta chegasse à pessoa que o destino te havia reservado?
Foi isso que Charlotte fez, antes de partir numa das muitas viagens que caracterizam a sua vida. Charlotte é uma jovem sonhadora, que vive a vida a viajar de cidade em cidade, acompanhando a sua Mãe, que não consegue criar laços em nenhuma parte do mundo. Desejosa de se fixar num sítio e estabilizar a sua vida, a jovem vai viver a maior aventura da sua juventude. A acção decorre nos anos 50 em território Norte Americano no limiar da integração racial.
Madeleine, mãe de Charlotte, é uma mulher de ideias conservadoras, mas com um estilo muito moderno, que não deixa ninguém indiferente. Tem duas filhas, Charlotte e Linda, que arrasta consigo de cidade em cidade, à procura de uma nova vida. Para a nova cidade onde vão viver, a integração racial é já uma realidade, ideia à qual Madeleine não se habitua, despoletando confrontos ideológicos e conflitos de gerações.
Numa das muitas festas multiculturais que existem na cidade, Charlotte apaixona-se por Jimmy, mas este parece não nutrir qualquer interesse pela jovem, pois sabe-se que ele vive apaixonado, mas ninguém sabe por quem.
Conseguirá Madeleine aceitar nova realidade? Poderá Jimmy responder ao Amor de Charlotte?
Road! É uma metáfora para a realidade vivida ainda hoje em muitos cantos do mundo, traduzindo o negro do alcatrão sinalizado com listas brancas, o percurso que o homem delimita para aqueles que discrimina. É um apelo à liberdade, aos valores individuais de cada um. Um musical que pretende despertar as mentalidades e os sentidos através de melodias e coreografias contagiantes."


Este então é mais um sucesso garantido na já consideravél carreira deste grupo e também na qualidade de encenador/autor Miguel Mestre, que este ano completa 13 anos a dar cartas no âmbito do teatro amador. Quem conheçe o trabalho, sabe que cada nova peça, surpreende sempre pela positiva.
Dia 11 vai ser então a ante-estreia no Auditório Fernando Pessa, Bela Vista - Lisboa.
Não vale a pena pensar ir à ante-estreia, pois a lotação esgotou. Agora é tentar fazer a marcação no Teatro da Malaposta em Odivelas através do nº 219383100 .

Que corra então tudo bem e já sabem.... arrasem!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Peça de Natal "Os Espíritos de Natal"

Faltando menos de três meses para o Natal, começa a procura de textos, versos, canções para a quadra natalícia. Num outro blog que tenho http://bluestrassbychristmas.blogspot.pt, tenho lá um texto escrito por mim. Ao fazer a pesquisa no Google por "Peça de Teatro de Natal" congratulo-me de dizer que a minha página é a segunda mais procurada. Logo achei por bem, colocar aqui também a dita peça, uma vez que este cantinho trata de partilha de opiniões, de textos teatrais.
Este ano não é excepção, a dita peça vai estar disponível em ambos os blogs, sem que qualquer grupo ou particular tenha que pagar direitos de autor. Esta é a minha única peça colocada na íntegra na Internet.
Podem usá-la, apenas agradecia um email para sandra.cabacos@gmail.com ou deixando um comentário aqui, com indicações de que a vão fazer... não é pedir muito, pois não?? Também não vale a pena virem comentar que a história não é original, que as canções não são minhas, a minha única resposta será que escrev…

Carta ao Jornal "Meia-Hora"

Teatro por amor à camisola...

Quando li o editorial do vosso 1º número, chamou-me a atenção falarem da liberdade de expressão, hoje qualquer um de nós pode falar no próprio tema sem qualquer problema, ou pelo menos pensamos nós que sim.
Precisamente por isso, resolvi escrever-vos. Resolvi propor-vos que façam uma pesquisa e dêem uma oportunidade a quem trava “duras” batalhas pela sua própria liberdade de expressão. De entre muitos que o fazem eu pertenço a um desses grupos, os grupos de teatro amador. Pode até parecer estranho, mas sim, estes grupos lidam todos os dias com as mais adversas dificuldades para pôr de pé um espectáculo por mais pequeno e simples que seja.
Desde orçamentos reduzidos quando não inexistentes, carência de actores e técnicos, tentativas de agradar a “gregos e a troianos” (vulgo público) e uma força de vontade de sonharmos ser um bocadinho maiores do que na realidade somos, de tudo nós temos um pouco.
Quando se fala que existe falta de público para assistir a peças…

"Eu cá nunca fiz Teatro!"

Image in http://flyingshoesstudio.blogspot.pt/

"Eu cá nunca fiz Teatro! Não tenho jeito para isso."

Isto é o que dizem muitas pessoas, não tendo noção na realidade, o quanto somos actores durante toda a nossa vida. Toda a vida nós passamos por momentos em que de uma maneira ou de outra nós somos actores e actrizes mesmo inconscientemente. Sempre que falamos, sorrimos, acenamos, beijamos alguém pela qual nós não nutrimos uma simpatia profunda, estamos a ser actores...

Definição de actor: "Sujeito que interpreta determinado papel ou guião, representando, ou incorporando certa personagem (...) Pessoa dissimulada ou fíngida."in/http://www.lexico.pt

Um actor que estuda, se prepara para apresentar um peça de Teatro, defronta-se com mais ou menos dificuldades em criar a figura que lhe foi confiada. 
Como criar por exemplo uma personagem de um esquizofrénico? Pesquisa-se, tenta-se falar com alguém que o seja (se bem que …